Carregando ...
 

Com direção de Spike Lee o filme ter participação especial de 40 atletas simbólicos da Nike, como Rayssa Leal, Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo Fenômeno



Para comemorar seus 50 anos da marca neste mês de maio, a Nike apresentou a campanha “Seen It All”. O curta-metragem foi dirigido por Spike Lee. Ele também reprisa o papel de Mars Blackmon vivido no filme “Ela Quer Tudo” (She’s Gotta Have It), de 1986. A principal ideia do curta é trazer novamente momentos clássicos do esporte a também atletas que se tornaram cara da marca no último meio século.


Colin Kaepernick, Cristiano Ronaldo, Kobe Bryant, LeBron James, Mia Hamm, Michael Jordan, Megan Rapinoe, Serena Williams, Tiger Woods, Ronaldo Fenômeno, Ronaldinho Gaúcho, e são celebrados por Blackmon, que diz já ter visto tudo. Porém, sua experiência é confrontada pela atriz Indigo Hubbard-Salk, que cita diversos esportistas da nova geração e que tem um futuro muito promissor, como Rayssa Leal, Naomi Osaka e Kylian Mbappé.




Em uma coisa concordamos: Devem ter sido os tênis!



Confira o filme legendado de “Seen It All” e também, a versão do diretor com quase 5 minutos de duração. A criação ficou por conta de Wieden+Kennedy.




Com essa celebração do seu 50º aniversário, a Nike não comemora apenas sua história, mas sim todo o mundo do esporte e, principalmente, como a marca sempre apostou e sempre vai continuar apostando nos talentos de cada época.

Apostar em estratégias online não é mais apenas uma aposta, mas uma necessidade ou certeza



Não é de hoje que sabemos que a tecnologia e seus processos estão avançando cada vez mais. Com a pandemia e a necessidade do isolamento social, o uso do digital se fez ainda mais presente. As pessoas precisaram se adaptar à nova realidade e, com isso, o mundo empresarial passou por mudanças. Uma delas foi a total integração do Marketing Digital aos negócios.


Apostar em estratégias online não é mais apenas uma aposta, mas uma necessidade ou certeza. As empresas devem fazer isso. Entretanto, muitas marcas, principalmente micros e pequenas, não sabem exatamente por onde começar.


Pensando nisso, Erich Casagrande, Marketing Manager Lead da Semrush - plataforma de gerenciamento de viabilidade online - listou dicas valiosas para empresários que querem iniciar a comunicação de suas empresas na internet. Confira:



Entendimento e definição da sua persona


Você precisa saber com quem sua empresa quer se comunicar e quais são as reais necessidades desses usuário. E mais, quais são seus comportamentos digitais, canais e sites que frequentam, além de como é seus processos de decisão de compras.



Analisar o mercado e concorrentes


É preciso saber com que você está jogando esse jogo online, quem são os outros agentes que disputam pela atenção da sua persona, quais suas vantagens competitivas e pontos fracos e como comunicar isso para sua persona. Esse passo também colabora para dar mais clareza à marca.


Trabalhar para construir a visibilidade online da empresa


Um site estável, informação de qualidade, garantir e mostrar segurança para os usuários e produzir conteúdo que os ajudem a resolver os problemas. Isso é entregar valor. Mais tarde, você pode também trabalhar para impulsionar sua reputação e autoridade online através de parcerias e “reviews” sobre você, seu serviço ou

produto.



Investir em anúncios pagos


Esse tipo de estratégia é interessante para testar seu produto digital assim como a experiência do usuário no seu site, pois você trará tráfego e poderá analisar esses resultados.

Para quem está iniciando a jornada no Marketing Digital, é necessário ir com calma e entender com maestria a sua persona. Entre produtos ou serviços e informação de qualidade, é preciso primeiro saber qual a necessidade do usuário. Entender e aprender conceitos de SEO também é fundamental, pois, além do tráfego orgânico ser um canal importante de aquisição, esses mesmos conceitos ajudam a entregar boa experiência aos usuários: desde informação a aspectos técnicos.




#tecnologia

Levantamento revelou que 60% das transações parceladas do Pix são valores de até R$ 200,00



O Digio, plataforma de serviços financeiros, realizou um levantamento do comportamento da base de clientes com a conta digital que completou dois anos em março deste ano. A bantech revela dados sobre uso da conta digital para pagar o cartão de crédito e liberar o limite do cartão de crédito, rendimento e dados sobre o parcelamento do Pix.

O limite do cartão de crédito é extremamente importante para os clientes, seja para compras do dia a dia ou parcelamentos. Para os usuários do Digio, é possível usar o saldo da conta digital para pagar a fatura do cartão e liberar esse valor na hora. Esse comportamento é observado em 83% dos clientes.

Segundo Marcelo Scarpa, diretor-executivo do banco, esse indicador reflete a busca dos clientes por praticidade para novas compras. “No pagamento via boleto, o tempo de compensação é maior e muitos clientes preferem liberar o limite do cartão rapidamente para realizar compras do mês ou um novo parcelamento, por exemplo. Há também aqueles que desejam ver a fatura sinalizada como paga na mesma hora.”, comenta.

A conta digital do Digio tem rendimento de 100% do CDI e com possibilidade de resgate diário. “O rendimento que já era superior ao da poupança, se tornou ainda mais atrativo recentemente com a alta da Selic. O tempo médio que os clientes deixam valores rendendo é de 45 dias e o depósito que registrou mais tempo sem resgate foi de 605 dias. O maior valor unitário pago em rendimentos foi mais de R$ 17 mil”, revela Scarpa.

Ao longo dos últimos dois anos, os clientes da conta digital do Digio receberam diversos novos produtos e serviços financeiros como o rendimento do CDI e a possibilidade de utilizar o Pix. A bantech foi a primeira a realizar o parcelamento do Pix diretamente no cartão de crédito. Mesmo sem o valor disponível na conta, clientes conseguem realizar a transação, dividindo o valor em até 12 vezes. De acordo com a pesquisa realizada, o comportamento dos usuários para esse produto é dividir o pagamento em média 2,4 vezes. Cerca de 60% das transações parceladas do Pix são valores de até R$ 200. A função pode ser usada para pagamentos de R$ 50 até R$ 3 mil e pode ocupar até 40% do limite da fatura do cartão de crédito.

De acordo com Scarpa, o parcelamento foi rapidamente adotado entre os clientes por sua facilidade e instantaneidade, representando um ticket médio de R$ 240. “Os clientes buscam essa solução para realizar pagamentos ou situações emergenciais que liberam valores instantaneamente. Para empréstimos com valores maiores, são oferecidos outros produtos financeiros. Cada vez mais, estamos trazendo produtos e serviços para nossos clientes, como nossa entrada no mercado de seguros com plano odontológico, iremos lançar cartão de crédito premium e financiamento imobiliário. Além disso, a mudança acionária para o Bradesco abre possibilidades de maior sinergia com outros produtos e serviços financeiros”, finaliza Scarpa.