Sete em cada dez entrevistados do país não conseguem passar um dia sem o celular



A segunda edição do Global Pre-Paid Index (GPI) da Ding aponta o Brasil como a nação amiga dos apps e que tem alta confiança nas plataformas de mídias sociais. De acordo com a pesquisa, o alto nível de confiança nas plataformas de rede chega a 80%, com o país ocupando a 4.ª posição em todos os mercados apurados. Em relação aos aplicativos mais populares, o WhatsApp se destaca como o aplicativo mais usado no Brasil (85%). É seguido por Instagram (76%), Facebook Messenger (65%) e Netflix (60%).



A pesquisa global, conduzida em setembro pela Ding, líder mundial em serviço de recarga de celular, examinou as opiniões de 6.250 entrevistados em oito mercados: Brasil, México, Índia, Indonésia, Filipinas, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Alemanha e Nigéria.


Usuários brasileiros entre os maiores dependentes do celular


Independentemente da situação econômica, os celulares foram citados como a primeira coisa que os brasileiros não podiam passar um dia sem utilizar: a afirmação foi feita por sete em cada dez entrevistados (68%). Isso é maior que falar com a família (54%), navegar nas redes sociais (42%) ou falar com amigos (26%).


O estudo também descobriu que os brasileiros continuam a ser uma das principais nacionalidades no mundo a enviar e receber recarga de amigos e familiares. Seis em cada dez (59%) brasileiros enviaram ou receberam recargas pré-pagas nos últimos seis meses, com 29% enviando e 36% recebendo diariamente ou semanalmente.


“É evidente, a partir de nosso estudo, que enviar e receber recarga é uma tendência importante, pois as pessoas permanecem conectadas. Esperamos que o uso dessas ferramentas continue crescendo à medida que o mundo se movimenta digitalmente, onde precisamos de nossos telefones não apenas para falar uns com os outros, mas para administrar nossas vidas”, analisou o fundador e presidente-executivo da Ding, Mark Roden.


O país também está entre os maiores usuários de serviços de telefonia pré-pagos em todo o mundo, quando comparados às outras grandes economias em desenvolvimento, de acordo com . A pesquisa apontou que 86% dos brasileiros utilizam o serviço pré-pago, atrás apenas da Arábia Saudita (89%), entre os países pesquisados. Isso é maior que os 82% que usam serviços pré-pagos no México, país relevante no mercado latino-americano.


“O Brasil mostra uma preferência massiva por opções de celular pré-pago. A flexibilidade oferecida pelos serviços pré-pagos é muito mais atraente para a maioria do mercado brasileiro do que as caras opções de contratos de longo prazo”, comentou Roden.

Pré-pago é a opção de quem quer maior controle sobre o orçamento


As principais razões que os brasileiros citaram ao optar pelo pré-pago foi que isso os ajudava a fazer um orçamento melhor (37%) e que eles queriam pagar apenas pelo que usavam ou precisavam (35%).


Isso pode estar ligado a uma crise de confiança quando se trata de estabilidade econômica, como apontou a pesquisa. Apenas 28% dos brasileiros se sentem positivos em relação à economia brasileira. Os entrevistados estão também menos otimistas sobre o futuro de sua economia nos próximos 6 meses comparados a outras nações.

“O formato pré-pago permite que as pessoas tenham maior controle sobre suas finanças”, diz Roden. Por outro lado, isso também reflete como as pessoas se organizam em relação à vida financeira, em um momento em que o número de inadimplentes no Brasil aumentou devido à crise econômica.


Segundo o Mapa da Inadimplência, divulgado pela Serasa, mais de 62,25 milhões de brasileiros estavam endividados em agosto, ou seja, esta é a quantidade de pessoas com acesso restrito ao crédito e com contas vencidas. Houve um aumento de 3 milhões de inadimplentes em relação ao mês de julho.




#COTIDIANO #TECNOLOGIA


Material disponibilizado pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos foi produzido em parceria com a Federação Brasileira de Terapias Cognitivas



Quando o tema é bullying, os pais devem ser o maior suporte para crianças ou adolescentes que sofrem. Para ajudar a preparar a família para lidar com o problema, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMDFDH) publicou a primeira de uma série de sete cartilhas sobre o tema. O material “A Família como suporte para lidar com o desafio do Bullying” foi resultado de uma parceria entre a Secretaria Nacional da Família (SNF/MMFDH) e a Federação Brasileira de Terapias Cognitivas.


Confira a cartilha


O conteúdo aborda, de forma lúdica, quais são os tipos de bullying, quem pode estar envolvido e como agir quando identificar alguém da família nessa situação. A iniciativa também lembra quais são os canais e caminhos de denúncia, como o Disque 100, o Conselho Tutelar e o Juizado da Infância e Juventude.


"É um tema importante especialmente porque cada vez mais as crianças, adolescentes e jovens estão inseridos no mundo das novas tecnologias, e isso tem influenciado a dinâmica das relações modernas seja positiva ou negativamente. Com a tecnologia o bullying pode ter seu alcance ampliado e muitos jovens não estão preparados para lidar com isso, daí o papel da família é fundamental para suporte a eles", aponta o diretor do departamento de desafios sociais no âmbito familiar, Daniel Celestino.



Parceria


A Federação Brasileira de Terapias Cognitivas (FBTC) é a associação nacional dos profissionais e estudantes que se dedicam ao estudo e à prática das diferentes abordagens das Terapias Cognitivas e Contextuais no Brasil. Fundada em 1998 com o objetivo de incentivar a pesquisa e a publicação dos trabalhos referentes às Terapias Cognitivas, a FBTC promove o intercâmbio científico entre profissionais e estudantes da área.


A entidade sem fins lucrativos tem parcerias estabelecidas com entidades como Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP), Associação de Estudos do Álcool e Outras Drogas (ABEAD), Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar (SBPH), entre outras.


Para mais informações: gab.snf@mdh.gov.br




#COTIDIANO

Família latina estreia filme repleto de magia e música



A Walt Disney Animation Studios compartilhou nesta manhã (29) o novo trailer e pôster apresentando o próximo longa-metragem Encanto. O filme conta a história dos Madrigal, uma extraordinária família que vive em um lugar maravilhoso e encantado chamado Encanto. Todas as crianças foram abençoadas com um dom mágico exclusivo - todas, exceto Mirabel. Mas, quando a casa da família é ameaçada, Mirabel pode ser a única esperança.



CONFIRA O PÔSTER:



Também foi revelado que o ator John Leguizamo (Critical Thinking; A Era do Gelo) entrou para o elenco de voz da versão original. “Fiquei muito animado de ser convidado para essa festa”, disse Leguizamo. “Lin-Manuel [Miranda] escreveu um rap para mim, e eu pirei! Além disso, esta é uma história tão bonita ambientada na Colômbia. É pioneira em tantos sentidos. A magia é encantadora, e o mundo criado é irresistível”.


Leguizamo empresta sua voz a Bruno, o tio de Mirabel que tem o dom de ver o futuro. As previsões honestas e muitas vezes catastróficas de Bruno nem sempre são bem recebidas pelo resto da família, então ele desapareceu há muito tempo, tornando-se o tio de quem ninguém fala. “Bruno é tão atraente porque ele é aquele cara que não se enquadra muito bem”, disse Leguizamo. “Ele é um estranho, mas ele também entende melhor o mundo porque sempre quis pertencer a ele”.



CONFIRA O TRAILER:



O elenco de voz original (em inglês) também inclui Stephanie Beatriz como Mirabel; María Cecilia Botero como Alma, a avó de Mirabel, também conhecida como Abuela; Angie Cepeda e Wilmer Valderrama como os pais de Mirabel, Julieta e Agustín; e Diane Guererro e Jessica Darrow como as irmãs de Mirabel, Isabela e Luisa. Também emprestam suas vozes Carolina Gaitán e Mauro Castillo como os tios de Mirabel, Pepa e Félix; e Adassa, Rhenzy Feliz e Ravi Cabot-Conyers como os primos de Mirabel Dolores, Camilo e Antonio, respectivamente.


O filme traz canções totalmente novas de Lin-Manuel Miranda (Hamilton; Moana – Um Mar de Aventuras) e é dirigido por Byron Howard (Zootopia - Essa Cidade é o Bicho; Enrolados) e Jared Bush (codiretor de Zootopia - Essa Cidade é o Bicho) e produzido por Clark Spencer e Yvett Merino. Bush e Castro Smith são os roteiristas do filme. Os cineastas foram profundamente inspirados por sua viagem de pesquisa à Colômbia durante o desenvolvimento inicial de Encanto, bem como por seu contínuo trabalho com um grupo de consultores especializados durante a produção do filme. Encanto da Walt Disney Animation Studios estreia nos cinemas em novembro de 2021.




#CINEMA #ENTRETENIMENTO