Buscar

Dia do Cinema Brasileiro

A sétima arte, parte integrante da cultura nacional, tem o poder de juntar milhões de pessoas em frente às telas para contar as mais diversas histórias para todo tipo de público.


O cinema do Brasil existe como exibição e entretenimento desde julho de 1896, e como realização e expressão desde 1897. O cinema brasileiro, em seus mais de 120 anos de História, teve momentos de grande repercussão internacional, como na época do Cinema Novo, e de crescimento do mercado interno, como no período da Embrafilme.

Na primeira década do século XXI, a atividade cinematográfica no Brasil envolve pouco mais de 2 mil salas, que vendem uma média de 100 milhões de ingressos anuais, dos quais entre 15 e 20% são para filmes brasileiros. A produção nacional tem mantido uma média de 90 a 100 filmes de longa-metragem por ano, sendo que nem todos conseguem lançamento comercial.



O cinema brasileiro bateu recorde em 2013, com mais de 127 longa-metragens que chegaram às telas, 9 dos quais fizeram mais de 1 milhão de espectadores, enquanto 88 foram visto por menos de 10 mil pessoas, de acordo com informações divulgadas pela Agência Nacional do Cinema. Os números marcam aquele que é o melhor ano da indústria audiovisual nacional desde o início dos anos 1980.


Antes, os anos mais fortes para a produção brasileira, em bilheteria, haviam sido 2010, quando os longas nacionais venderam 25,687 milhões de ingressos, e 2003, com 22,055 milhões de ingressos vendidos.


A arrecadação, em 2013, também obteve um crescimento significativo ao superar a cifra de R$ 270 milhões, quase o triplo do arrecadado em 2012, quando houve um retorno de R$ 157 milhões. A maior parte do faturamento derivou de comédias como "Minha Mãe é uma Peça" e "De Pernas pro Ar 2".



Aliás, vale lembrar, que o filme "Minha Mãe é Uma Peça 3" chegou aos cinemas em 2019 entrou pra a história como a maior bilheteria do cinema nacional. O longa arrecadou R$ 137 milhões de reais e bateu filmes como "Star Wars: A Ascensão Skywalker" e "Frozen 2", que eram dois dos filmes mais esperados de 2019.


A indústria exibidora também cresceu a ponto de em 2019 bater o recorde de salas de cinema do país, com 3356, a maior sendo da rede estadunidense Cinemark (642 salas e 26% do mercado) e da mexicana Cinépolis (393 salas e 15%).


Os filmes brasileiros vem ganhando cada vez mais representatividade nas principais premiações de cinema no mundo. No total 25 filmes e artistas brasileiros já foram indicados ao Oscar. Dentre eles "Cidade de Deus", Central do Brasil", "O Quatrilho" e, mais recentemente "Democracia em Vertigem" que concorreu à estatueta de Melhor Documentário no Oscar 2020.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS
OUÇA A GENTE
  • Facebook Classic
Estação i
  • Instagram
Estação i
  • Facebook Classic
Rádio Empreender
  • Instagram
Rádio Empreender
  • LinkedIn ícone social
Rádio Empreender
  • Spotify ícone social
  • Deezer ícone social