Buscar

Hoje é Dia Mundial do Disco Voador: saiba a origem

Um dos mais intrigantes casos envolvendo discos voadores aconteceu com o aviador Kenneth Arnold


Dia 24 de junho comemora-se o Dia Mundial do Disco Voador. Muitas histórias já foram ouvidas sobre extraterrestres, imagens publicada viralizam rapidamente e curiosidade pelo assunto é imensa


A primeira vez na história que o termo discos voadores foi utilizado, aconteceu em de 25 de junho de 1947 no jornal Y East Oregonian. Dois jornalistas publicaram um artigo no periódico, com uma entrevista do piloto civil Kenneth Arnold, que teria observado objetos voadores em forma de disco muito brilhantes, quando sobrevoava a área do Monte Rainier no estado de Washington, Estados Unidos.



Kenneth Arnold e o disco voador. (Foto: McClure's Magazine)



Segundo ele a forma destes objetos, era comparada a pires saltando sobre a água ("saucer skipping across water") A partir dai, os formatos destes objetos voadores se diversificaram, mas a expressão, "flying saucer" ou Disco Voador, permaneceu. Neste mesmo dia um garimpeiro, Fred Johson teria visto seis objetos voadores. Tais objetos seriam parte do grupo de nove, visualizado por Kenneth Arnold.


A década de 50 pode-se dizer é o marco zero da cultura ufóloga, até porque foi neste período que a ficção cientifica incorporou de vez os temas em livros e filmes.

Balões meteorológicos,ou atualmente, os drones, podem ser confudidos com OVNIS.


Até OVNI não significa disco voador, mas sim Objeto Voador Não Identificado. Na década de 80 o numero de “avistamentos” explodiu, Foi o período em que ocorreram diversos filmes que podem, ou não, sugestionar as pessoas a fantasiarem relatos de Disco voadores.


Atualmente, diversas fontes oficiais norte-americanas confirmaram investigações de OVNIs e até descobertas assustadoras. O Pentágono divulgou vídeos produzidos pela Marinha dos Estados Unidos onde aparecem “fenômenos aéreos não identificados”. Os OVNIs (objetos voadores não identificados) foram registrados por filmagens feitas em novembro de 2014 e janeiro de 2015.


As imagens foram divulgadas, já que um funcionário do órgão passou a mostrá-las, para que a verdade viesse a tona o Pentágono decidiu mostra-las.Nas imagens aparecem pilotos da Marinha dos Estados Unidos perseguindo os OVNIS. As filmagens, feitas por câmeras de infravermelho, revelam os objetos voadores se movendo a milhares de pés acima da Terra, sem asas, motores ou sinais visíveis de propulsão. Além disso, apresentavam uma velocidade hipersônica.


Um dos pilotos descreve que os OVNIS são “brancos, sólidos, lisos, sem bordas… uniformemente colorido sem barreiras, pilões ou asas”. Também chegaram a descrever uma capacidade dos mesmos ficarem invisíveis em algumas ocasiões. Ao todo dez objetos foram vistos.


Brasil

O Brasil é considerado o país que mais pesquisa sobre vida extraterrestre segundo o sie governamental “aliens”. O Arquivo Nacional tem mais de 2º mil páginas e documentos que citam alienígenas e OVNIs, além de relatórios, realizados para uma pesquisa, por militares da Força Aérea Brasileira.


O interesse pelo tema é tão grande no país que o próprio site do SIAN criou uma página sobre OVNIs, tornando o primeiro país a admitir ter “conhecimento” de discos voadores.

Segundo a Revista Super Interessante, em sua edição de 21 de dezembro de 2018, os registros oficiais da Força Aérea Brasileira, que desde 1952 mantém arquivos confidenciais catalogando todos os avistamentos de objetos voadores não-identificados nos céus do País. São mais de 2.600 páginas de documentos, que recentemente começaram a ser liberados pelos militares – e hoje estão em Brasília, no Arquivo Nacional.


A Aeronáutica detêm em seus registros vários relatos que impressionam feitos por autores de credibilidade. As aparições de OVNIs são relativamente numerosas no Brasil. Em 2010, último ano a ter as informações liberadas, a Aeronáutica registrou seis casos.

A maioria dos relatos são realizados por pilotos de aviões comerciais, co-pilotos e controladores de voo.

No dia 19 de maio de 1986, os arquivos da Aeronáutica, registraram o que chamaram de “noite dos discos voadores”, onde 13 OVNIs sobrevoaram a cidade de São José dos Campos. Pelo menos cinco caças brasileiros foram enviados a cidade para perseguirem os OVNIs. Todos relataram o que viram e o relatório final afirmou que: os objetos não-identificados são capazes de “produção de ecos [sinais] de radar (…), variação de velocidade de voo subsônico até supersônico, bem como manutenção de voo pairado, variação de altitudes inferiores a 5.000 pés (1.500 m) até 40.000 pés (12.000 m), emissão de luminosidade nas cores branca, verde, vermelho e outras vezes não apresentando indicação luminosa, capacidade de aceleração e desaceleração de modo brusco, capacidade de efetuar curvas com raios constantes, bem como com raios indefinidos” .


Acreditemos ou não, os relatos existem e muitas fotos comprovam os fatos.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS
OUÇA A GENTE
  • Facebook Classic
Estação i
  • Instagram
Estação i
  • Facebook Classic
Rádio Empreender
  • Instagram
Rádio Empreender
  • LinkedIn ícone social
Rádio Empreender
  • Spotify ícone social
  • Deezer ícone social