Carregando ...
 
Buscar

Magalu chega ao mercado de moda lançando marca própria de roupas

A Vista Magalau chega com a missão de agregar diversidade, pluralidade e sustentabilidade à moda brasileira.



O namoro entre o Magazine Luiza e o varejo da começou em 2013, com a aquisição da Netshoes e Zattini, mas até 2019 pouco era comentado sobre o assunto.


Com a pandemia, a aceleração do mercado de varejo veio com força total e intensificou um processo de crescimento que começou em 2019. Nessa época um grande número de vendas impulsionou esse crescimento do setor.


Segundo a diretora executiva de moda e beleza do Magalu, Silvia Machado, no acumulado deste ano, as vendas da vertical cresceram 200% se comparado ao ano anterior. Agora, com a chegada do Vista Magalu, esse crescimento tem tudo para ser ainda maior.


De acordo com a empresa, a missão da nova loja é ser feita para todos os corpos (com tamanho do PP ao G4), gêneros, pessoas, e bolsos. O VIsta Magalu chega com a proposta de trazer para a moda brasileira diversidade, pluralidade e sustentabilidade. Um dos destaques fica por conta das peças que serão destinas tanto ao público masculino quanto feminino. A intenção com isso, é mostrar que é possível vestir-se de si, do jeito que quiser.


Além disso, a Vista Magalu também abrirá para novos designers, marcas e artistas em colaborações periódicas, dando oportunidade, visibilidade e representatividade para novos talentos em frentes diversas. Um exemplo é a coleção de crochê, composta por peças limitadas, desenvolvidas à mão, por um grupo de microempreendedoras do interior de São Paulo.


Com campanha nas redes sociais, a influenciadora digital Lu é a garota propaganda de toda a comunicação que, pensado em parceria com o Comitê de Diversidade do Magalu, também é composto por 20 colaboradores e agrega minorias que contribuíram oferecendo pontos de vista diversos sobre o projeto.



Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho de Administração do Magalu, declarou em comunicado a imprensa que a marca surgiu do anseio de ajudar na construção do que se espera de uma nova moda, visto que o “consumidor não quer apenas comprar roupas”.


Alinhadas à outra causa que acompanha o Magalu e a presidente Luiza Trajano, as peças contam com uma etiqueta Disque Denúncia, que informa sobre o 180, canal para denunciar situações de violência contra a mulher. Quem quiser acompanhar as novidades sobre a Vista Magalu, pode acessar o Instagram da marca ou o perfil do Magazine Luiza no Facebook. As peças estão disponíveis no superapp ou no site.




#EMPREENDEDORISMO