Buscar

Netflix adiciona Black Lives Matter como um novo gênero de conteúdo

A empresa colocou a categoria no guia "Gênero".

Ação, Comédias, Dramas e agora "Black Lives Matter". A Netflix adicionou o BLM como um de seus gêneros de conteúdo no serviço de streaming.


A empresa colocou a categoria no guia "Gênero", que contém um total de 24 maneiras diferentes de classificar filmes e programas de TV. O gênero aparecerá no serviço globalmente.


"Quando dizemos 'Black Lives Matter" também queremos dizer "Black storytelling matters”, disse a empresa em um tweet. "Com o entendimento de que temos um compromisso com a verdade, a mudança do sistema levará tempo. Começamos destacando narrativas poderosas e complexas sobre a Black Experience. Quando você entrar na Netflix hoje, verá uma lista selecionada de títulos que contam as histórias complexas e em camadas sobre a injustiça racial e a Blackness na América.", disse a companhia em suas redes sociais.


Um porta-voz da Netflix ainda acrescentou em uma declaração à Entertainment Weekly que: "A coleção Black Lives Matter fala sobre a injustiça racial e a Black Experience na América e esperamos que destacar esses títulos pode ajudar a aumentar a empatia e a compreensão".


Os títulos como o documentário de Ava DuVernay sobre desigualdade racial, o drama biográfico de Spike Lee, Malcolm X, o vencedor do Oscar de Barry Jenkins, Moonlight, e o documentário de ex-primeira-dama Michelle Obama, Becoming, fazem parte da categoria justiça social no que será uma adição permanente ao serviço, embora possa eventualmente ser alocada em uma categoria mais ampla chamada Histórias Negras, que oferecerá uma gama mais ampla de títulos.


A decisão foi tomada após os clientes perceberem o filme de 2011, "The Help", que alcançou o primeiro lugar nos EUA no serviço de streaming no último sábado, enquanto protestos que apoiam o movimento Black Lives Matter continuam no país.


Alguns criticaram" The Help", que conta as experiências de empregadas domésticas negras. A estrela Viola Davis disse em 2018 que lamentava por seu papel no filme, Bryce Dallas Howard, que também apareceu no filme, sugeriu que as pessoas assistissem a outra coisa.


Ao adicionar a categoria BLM, a Netflix facilita a localização de filmes que contam histórias de justiça racial (The Help não é um dos filmes apresentados). Não está claro se a categoria é uma vertente permanente à lista de gêneros ou temporária devido ao momento que estamos passando (ela é listada primeiro na lista de gêneros e não em ordem alfabética, como as outras). A Netflix não esclareceu sobre o assunto.


Ainda seguindo as atualizações em sua plataforma, ao que tudo indica, a Netflix também removeu quatro programas de comédia do artista australiano Chris Lilley de seus serviços na Austrália e Nova Zelândia. O trabalho de Lilley já havia sido chamado de racialmente insensível.


SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS
OUÇA A GENTE
  • Facebook Classic
Estação i
  • Instagram
Estação i
  • Facebook Classic
Rádio Empreender
  • Instagram
Rádio Empreender
  • LinkedIn ícone social
Rádio Empreender
  • Spotify ícone social
  • Deezer ícone social