Carregando ...
 
Buscar

Brasileiros estão parcelando pix em até 24 vezes

Levantamento revelou que 60% das transações parceladas do Pix são valores de até R$ 200,00



O Digio, plataforma de serviços financeiros, realizou um levantamento do comportamento da base de clientes com a conta digital que completou dois anos em março deste ano. A bantech revela dados sobre uso da conta digital para pagar o cartão de crédito e liberar o limite do cartão de crédito, rendimento e dados sobre o parcelamento do Pix.

O limite do cartão de crédito é extremamente importante para os clientes, seja para compras do dia a dia ou parcelamentos. Para os usuários do Digio, é possível usar o saldo da conta digital para pagar a fatura do cartão e liberar esse valor na hora. Esse comportamento é observado em 83% dos clientes.

Segundo Marcelo Scarpa, diretor-executivo do banco, esse indicador reflete a busca dos clientes por praticidade para novas compras. “No pagamento via boleto, o tempo de compensação é maior e muitos clientes preferem liberar o limite do cartão rapidamente para realizar compras do mês ou um novo parcelamento, por exemplo. Há também aqueles que desejam ver a fatura sinalizada como paga na mesma hora.”, comenta.

A conta digital do Digio tem rendimento de 100% do CDI e com possibilidade de resgate diário. “O rendimento que já era superior ao da poupança, se tornou ainda mais atrativo recentemente com a alta da Selic. O tempo médio que os clientes deixam valores rendendo é de 45 dias e o depósito que registrou mais tempo sem resgate foi de 605 dias. O maior valor unitário pago em rendimentos foi mais de R$ 17 mil”, revela Scarpa.

Ao longo dos últimos dois anos, os clientes da conta digital do Digio receberam diversos novos produtos e serviços financeiros como o rendimento do CDI e a possibilidade de utilizar o Pix. A bantech foi a primeira a realizar o parcelamento do Pix diretamente no cartão de crédito. Mesmo sem o valor disponível na conta, clientes conseguem realizar a transação, dividindo o valor em até 12 vezes. De acordo com a pesquisa realizada, o comportamento dos usuários para esse produto é dividir o pagamento em média 2,4 vezes. Cerca de 60% das transações parceladas do Pix são valores de até R$ 200. A função pode ser usada para pagamentos de R$ 50 até R$ 3 mil e pode ocupar até 40% do limite da fatura do cartão de crédito.

De acordo com Scarpa, o parcelamento foi rapidamente adotado entre os clientes por sua facilidade e instantaneidade, representando um ticket médio de R$ 240. “Os clientes buscam essa solução para realizar pagamentos ou situações emergenciais que liberam valores instantaneamente. Para empréstimos com valores maiores, são oferecidos outros produtos financeiros. Cada vez mais, estamos trazendo produtos e serviços para nossos clientes, como nossa entrada no mercado de seguros com plano odontológico, iremos lançar cartão de crédito premium e financiamento imobiliário. Além disso, a mudança acionária para o Bradesco abre possibilidades de maior sinergia com outros produtos e serviços financeiros”, finaliza Scarpa.