Buscar

Renato Gaúcho recusa proposta para ser técnico do Corinthians

Treinador deseja ficar mais tempo com a família



Renato Gaúcho na Neo Química Arena. Foto: Marcello Zambrana/AGIF.



O técnico Renato Gaúcho recusou na noite de ontem (20) o convite para ser técnico do Corinthians. A decisão foi anunciada pelo time do Parque São Jorge após a partida contra o Sport Huancayo, do Peru. As negociações vinham sendo realizadas desde o início da semana e havia uma expectativa muito alta para que o ex-gremista aceitasse a proposta do Alvinegro.


"Depois de três dias de conversas francas, o Sport Club Corinthians Paulista e o técnico Renato Portaluppi decidiram encerrar cordialmente as negociações para uma possível vinda do treinador ao comando da equipe profissional", informou o Corinthians em nota oficial.


A contratação de Renato Gaúcho era a prioridade do Corinthians neste momento. A diretoria de futebol apresentou o projeto do clube ao empresário do treinador e mantinha contato direto com o comandante para viabilizar a assinatura do contrato.


Embora as conversas estivessem tomando um rumo para um acerto entre as partes, a família de Renato Gaúcho foi fundamental para a decisão final do treinador, que ficou mais de quatro anos seguidos no Grêmio longe de seus familiares, que moram no Rio de Janeiro. O ex-técnico do Grêmio emitiu uma nota explicando seu motivo e agradecendo o Corinthians pelo interesse em contratá-lo.



Leia, na íntegra, a nota emitida por Renato Gaúcho:


"Recebi na última segunda-feira uma ligação do presidente Duilio para falar sobre uma possível ida para o Corinthians. Posso dizer que fiquei muito honrado com o contato e muito feliz com a conversa que tivemos. Gostei muito do projeto que me foi apresentado e das ideias do presidente e da diretoria.


O Corinthians é um clube gigante, com uma torcida enlouquecedora. Fiquei muito feliz com o carinho que recebi nos últimos dias. Não tenho rede social, mas fiquei sabendo de toda movimentação que foi feita e isso me encheu de orgulho.


Conversei muito com a minha esposa e chegamos à conclusão de que, neste momento, é necessário descansar um pouco mais com a família e os amigos, depois de cinco anos de trabalho e viagens ininterruptas, com uma última temporada especialmente desgastante. Agradeço demais ao presidente Duilio e à torcida do Corinthians e espero um dia poder retribuir esse carinho".


Agora o Corinthians parte em busca de um plano B para comandar o time. Enquanto esperava a resposta de Renato Gaúcho, o clube não manteve conversas com outros treinadores. Dorival Júnior e Sylvinho aparecem como favoritos neste momento. Os dirigentes do correm para fechar um nome nos próximos dias antes do início do Campeonato Brasileiro, agendado para o dia 30 deste mês.



FONTE: UOL | GE



#CORINTHIANS #FUTEBOL #ESPORTE