Buscar

RESUMÃO DAS OLIMPÍADAS: bronze de Mayra Aguiar no judô e prata de Rebeca Andrade

Dia foi marcado por bronze de Mayra Aguiar no judô e prata de Rebeca Andrade na ginástica artística



NÃO CONSEGUIU ACOMPANHAR TUDO? CONFIRA NOSSO RESUMÃO


TIRO COM ARCO

Ane Marcelle se despediu de Tóquio 2020 nesta quinta-feira, após chegar a melhor colocação brasileira na modalidade. A brasileira, que atingiu a vaga inédita às oitavas de final do Rio 2016, não conseguiu repetir o feito do primeiro combate e caiu na fase anterior da disputa no Japão.


VELA

Robert Scheidt segue firme na briga para se tornar o recordista isolado de medalhas do Brasil em Jogos Olímpicos. Dono de cinco láureas ao lado do também velejador e atual coordenador técnico da vela brasileira, Torben Grael, o atleta paulista ocupa a quarta colocação na classe Laser, em Tóquio. Se conquistar a medalha de ouro, Scheidt se tornará o primeiro tricampeão olímpico do país.


Reuters/Benoit Tessier/Direitos Reservados


Na 470 feminina, Fernanda Oliveira e Ana Barbachan tiveram um bom dia. Com uma vitória na primeira regata e um 10º lugar na segunda, as brasileiras subiram para a quinta colocação na classificação geral, com 16 pontos perdidos.


Na disputa masculina da classe 470, Henrique Haddad e Bruno Bethlem estão na 9ª colocação. Nas duas regatas do dia, os brasileiros chegaram em 17º (resultado descartado) e na segunda posição.


Na RS:X feminina, Patricia Freitas garantiu sua classificação para a regata da medalha. Após chegar em 10º, 15º e 12º nas três últimas regatas da classe, a brasileira terminou a disputa na 10ª posição, com 117 pontos perdidos


Na Finn, Jorge Zarif ocupa a 13ª colocação na classificação geral, com 47 pontos perdidos. Ele foi 5º e 11º nas duas regatas do dia. Na 49er, Marco Grael e Gabriel Borges estão na 9ª posição. Nesta quinta-feira, a dupla chegou em 6º e venceu a segunda regata, totalizando 36 pontos perdidos.


Na Nacra 17, Samuel Albretch e Gabriela Nicolino fecharam o dia na 11ª colocação, com 48 pontos perdidos. Os brasileiros chegaram em 9º, 10º e novamente 10º nas três regatas do dia. Nesta sexta-feira, a disputa da vela prossegue nos Jogos Olímpicos. Para o Brasil, serão disputadas regatas nas classes Laser, 470 feminina e masculina, 49er e 49erFX. Nesta última, Martine Grael e Kahena Kunze, atuais campeãs olímpicas, voltam para a água após um dia de descanso.



CANOAGEM

Ana Sátila coloca a canoagem slalom em inédita final e termina os Jogos em décimo. A brasileira sofreu punição ao não passar por baliza na descida decisiva e gora mira Paris 2024. Ana Sátila chegou na final com o terceiro melhor tempo entre as dez participantes (114.27).


Nesta sexta-feira, dia 30, a canoagem slalom terá mais uma chance de buscar a medalha olímpica, com Pepê Gonçalves, na semifinal do K1. As disputas acontecem a partir das 14h do horário do Japão (2h do Brasil).



HANDEBOL FEMININO

Após vencer as húngaras e empatar com as russas, atuais campeãs olímpicas, a seleção feminina de handebol conheceu sua primeira derrota nos Jogos Olímpicos de Tóquio: 27 x 23 para a Espanha. Ainda sem o fechamento da rodada, o Brasil está em terceiro lugar no Grupo B, atrás de Suécia e Espanha. As suecas, são as próximas adversárias. O jogo está marcado para sexta-feira, dia 31, às 16h15 (4h15, horário de Brasília).



CICLISMO

Renato Rezende está na semifinal dos Jogos Olímpicos de Tóquio no ciclismo BMX Racing. Em sua terceira participação olímpica, o brasileiro alcançou pela primeira vez, nesta quinta-feira, 29, a qualificação para a segunda fase da competição, que reunirá os 16 atletas mais bem colocados.


A representante feminina do Brasil na prova, Priscilla Stevaux, não avançou para a próxima etapa do torneio. Ela chegou na última colocação nas três baterias disputadas.

A semifinal masculina será disputada em duas baterias com dois grupos de oito atletas cada nesta sexta, 30, a partir das 10h (22h de quinta no Brasil). No mesmo dia acontece a disputa por medalhas.



RUGBY

O Canadá levou a melhor sobre as brasileiras no jogo de estreia da seleção feminina de rugby sevens. Atual medalhistas de bronze olímpicas, as canadenses venceram por 33 a 0. O próximo confronto do Brasil será ainda nesta quinta-feira, 29, às 17h (5h do Brasil), contra a França.


Na sexta, 9, às 9h de Tóquio (21h de quinta no Brasil), as brasileiras definem seu destino na competição contra a seleção de Fiji.


REMO

O remador Lucas Verthein vai disputar a final B do remo nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Na manhã desta quinta-feira no Japão (noite de quarta-feira no Brasil), o atleta chegou na quinta colocação na semifinal, no Sea Forest Waterway, com o tempo de 7min02s87. Somente os três primeiros remadores garantiam a vaga na final A da competição. Uma das promessas do remo brasileiro – foi terceiro colocado no Mundial Júnior, em 2016, Lucas disputa a final B nesta sexta-feira, às 9h15 do Japão (21h15 de Brasília).



VÔLEI FEMININO

A equipe feminina conquistou sua terceira vitória nos Jogos Olímpicos, na terceira rodada da competição, por 3 sets a zero.


O terceiro set foi marcado pela contusão da levantadora brasileira, Macris, que torceu seu tornozelo direito depois de um bloqueio. A equipe sentiu a saída da atleta, mas após alguns pontos conseguiu se recompor e vencer o set por 26 a 24. A jogadora passara por uma ressonância magnética para saber a extensão da contusão, a principio os médicos acreditam que seja leve, mas só o exame poderá mostrar com exatidão.



JUDÔ

Temos Bronze! Mayra Aguiar é a primeira brasileira a conquistar três medalhas em jogos olímpicos, em um esporte individual. Mayra escreveu de vez seu nome no rol dos maiores atletas olímpicos do país ao conquistar o bronze na categoria até 78kg nas Olimpíadas de Tóquio. Ao vencer a sul-coreana Hyunji Yoon, garantiu seu terceiro bronze olímpico. Outro judoca do país a ir ao tatame, Rafael Buzacarini caiu na estreia e foi eliminado.

Mayra Aguiar conquista medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio (Franck FIFE / AFP)



NATAÇÃO

A natação brasileira não vem enfrentando sua melhor competição. Matheus Gonche e Vinícius Lanza, nos 100m borboleta, e Viviane Jungblut, nos 800m livre, não passaram para as semifinais. Assim como o revezamento 4x100m medley misto, formado por Guilheme Baceto, Felipe Lima, Giovanna Diamante e Stephanie Balduccini.


GINÁSTICA ARTISTICA

Rebeca Andrade é prata! A ginasta Rebeca Andrade, guarulhense, conquistou a medalha de prata dos jogos olímpicos na individual gela após fazer sua apresentação de solo com seu Baile da Favela. Apesar de ter saído por duas vezes do espaço reservado para sua apresentação, a brasileira garantiu a medalha de prata.


A disputa foi acirrada até o final. Após se apresentar nos quatro aparelhos (salto, barras assimétricas, trave de equilíbrio e solo), a brasileira somou a nota de 57.298. O ouro ficou com a norte-americana Sunina Lee (57.433) e o bronze foi para a ginasta russa Angelina Melnikova (57.199). Após a prata no individual geral, Rebeca competirá as finais do solo e do salto, e garantir mais duas medalhas.


REBECA

É exemplo de superação. Após operar três vezes o mesmo joelho, chegou a pensar em desistir. Sua participação nas Olimpíadas de Tóquio foi garantida a dois meses dos Jogos. Com o adiamento dos Jogos Olímpicos, Rebeca que saía de sua terceira cirurgia teve tempo de se recuperar e garantir sua vaga no inicio de junho, e hoje trazer a Prata para casa.


Foto: Ricardo Bufolin/CBG


TÊNIS

A dupla Stefani e Pigossi perderam para a dupla Suíça por virada, e perderam por dois sets a zero. Agora a dupla briga pela medalha de bronze contra as russas Elena Vesnina e Veronica Kudermetova.



VÔLEI DE PRAIA

Ágatha e Duda vencem as canadenses e vão para as oitavas de final nas Olimpíadas de Tóquio. As brasileiras venceram os dois sets pelo placar de 21 x 18. Alison e Alvaro também venceram Brouwer e Meeuwsem, por dois sets a zero e ficaram em primeiro na sua chave, e seguem para as oitavas de final.



#ESPORTE #OLIMPÍADAS