Buscar

RESUMÃO DAS OLIMPÍADAS: medalha histórica no surfe e estreia na vela

Dia foi marcado por Ítalo Ferreira que conquistou o primeiro ouro do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio e o primeiro ouro do surfe na história dos Jogos Olímpicos.




NÃO CONSEGUIU ACOMPANHAR TUDO? CONFIRA NOSSO RESUMÃO



SURFE

É ouro! É ouro! Ítalo Ferreira conquistou o primeiro ouro brasileiro e escreveu seu nome na historia do surfe como o primeiro a levar o ouro na modalidade, na primeira competição das historia do Surfe nos Jogos Olímpicos. A prancha quebrada logo na primeira rodada, não afetou Italo que venceu com folga o japonês Kanoa Igarashi por 15.14 a 5.50.


Gabriel Medina, não conseguiu conquistar o bronze, caiu para o australiano Owen Wright. No feminino, o Brasil ficou fora da disputa pelo ouro depois que Silvana Lima se despediu nas quartas de final.

Foto: Reprodução/WSL (World Surf League)



TÊNIS DE MESA

O Brasil fez história mais uma vez, desta vez no tênis de mesa. Depois de dois mesa-tenistas nas oitavas pela primeira vez em todas as edições das Olimpíadas, foi a vez de Hugo Calderano conseguir uma classificação inédita para as quartas de final ao bater o sul-coreano Jang Woojin, número 12 do ranking, por 4 sets a 3.



NATAÇÃO

É MEDALHA PARA O BRASIL! Fernando Scheffer conquistou a primeira medalha para a natação brasileira dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Nadando na raia 8, ele cumpriu os 200m livre em 1min44s66 e assegurou a medalha de bronze, a 14a conquista do país na modalidade na história.


Fernando conquistou a medalha de bronze nas Olimpíadas de Tóquio. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA



Ao termino da prova Scheffer relembrou as dificuldades que passou por causa da pandemia. Ele ficou dois meses sem entrar na piscina por conta das restrições impostas para conter o Coronavírus. Depois, passou a improvisar os treinos na piscina do condomínio. Ele também passou um período em um sítio com outros nadadores treinando em um açude.


Para manter a preparação física, comprou uma bike de spinning, alugou pesos e montou uma academia na garagem de casa. O nadador acredita que as dificuldades o ajudaram a ficar mais “cascudo” e chegar com ainda mais vontade em Tóquio.

Nas demais provas da noite.


Depois da medalha de bronze, foi a vez de Luiz Altamir, Fernando Scheffer, Murilo Sartori e Breno Correia entrarem na água para o revezamento 4x200m livre. Com o tempo de 7min7s73 eles ficaram em quinto lugar na sua série e garantiram vaga para a final com o oitavo melhor tempo. Desde 1992 o revezamento brasileiro não ficava entre os oito melhores nessa prova. A final será realizada amanhã, dia 28, de manhã (noite de 27 no Brasil). Para fechar a noite, Guilherme Costa, o Cachorrão, voltou à piscin, dessa vez para os 800m livre, e brilhou. Com o tempo de 7min46s09, novo recorde sul-americano, Guilherme Costa garantiu sua vaga na final, que será disputada na próxima quinta feira.



CANOAGEM

Ana Sátila disputou a semifinal na categoria K1 e ficou em 13° lugar nesta terça-feira, dia 27, no Kasai Canoe Slalom Centre. A atleta fez uma descida sem penalidades, mas no final do percurso acabou perdendo tempo ao cruzar a baliza 24, e marcou 114.62 segundos. Somente as 10 primeiras seguem para a final, que será disputada no mesmo dia. Nesta quarta-feira, dia 28, começa uma nova jornada para a canoísta, agora na disputa pelo C1. A primeira descida da classificatória será a partir de 12h40 (00h40 horário de Brasília).


Pepê Gonçalves estreia nesta quarta-feira, dia 28. A expectativa da Canoagem Brasileira também é com a estreia de Pedro Gonçalves, ele entra na água para competir em Tóquio nesta quarta-feira (28), esta será sua segunda edição olímpica, no Rio 2016 o atleta de Piraju/SP chegou a final do K1 (caiaque individual) onde garantiu a 6ª colocação, feito inédito na Canoagem Slalom do Brasil, até então o país não havia conquistado uma final olímpica na modalidade.



VÔLEI DE PRAIA

Duas duplas brasileiras entraram em quadra na manhã e tarde desta terça-feira em Toquio. Alison e Álvaro Filho foram superados pelo time dos Estados Unidos, Lucena e Dalhausser. O jogo foi disputado, definido apenas no set desempate, quando os norte-americanos fecharam por 2 a 1. Depois foi a vez de Evandro e Bruno Schmidt entrarem em ação, com vitória sobre Abicha e Elgraoui, do Marrocos, por 2 sets a 0.



TÊNIS

As brasileiras Laura Pigossi e Luísa Stefani tiveram um grande resultado. Após perderem o primeiro set, as atletas viraram e venceram a dupla Karolina Pliskova e Marketa Vondrousova. A partida é válida pela segunda rodada. Na busca por uma vaga na semifinal, as brasileiras vão enfrentar as cabeças de chave número quatro, as americanas Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula. O jogo acontece nesta quarta-feira, dia 28.



VELA

A vela brasileira teve um bom dia de regatas nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Nesta terça-feira o bicampeão olímpico Robert Scheidt subiu para a terceira posição na classificação geral da classe Laser. Na 49erFX, as atuais campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze estrearam nesta edição do evento esportivo e também fecharam o dia na terceira colocação.


A disputa da vela prossegue nesta quarta-feira dia 28. Para o Brasil, estão programadas as estreias de Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, na classe 470 feminina; Henrique Haddad e Bruno Bethlem, na 470 masculina; e Samuel Albretch e Gabriela Nicolino, na Nacra 17. Também vão entrar na água Marco Grael e Gabriel Borges, na 49er, Jorge Zarif, na Finn, Martine e Kahena, na 49erFX, e Patricia Freitas, na RS:X feminina.



BOXE

O pugilista brasileiro Abner Teixeira está nas quartas-de-final dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Se vencer sua próxima luta, contra Hussein Iashaish, da Jordânia, Abner já terá pelo menos a medalha de bronze, uma que no boxe os dois semifinalistas derrotados vão ao pódio. O combate será no dia 30, às 19h39 (7h39 do Brasil), na Kokugikan Arena. Na noite desta terça, 27 (manhã no Brasil), o brasileiro derrotou o britânico Clarke Cheavon por 4 a 1 na decisão dos juízes na categoria pesado (até 91kg).



FUTEBOL FEMININO

Resultado: Brasil 1 x o Zâmbia

A equipe brasileira fez a lição de casa ao vencer Zâmbia, não pelo placar elástico que se esperava, mas garantiu sua vaga para a próxima fase. A seleção entrou em campo com muitas reservas e não soube aproveitar a vantagem de ter uma jogadora a mais em grande parte do jogo. O gol veio pelos pés de Andressa Alves em uma cobrança de falta


O Brasil terminou com os mesmos sete pontos da Holanda, que goleou a China por 8 a 2 e ficou em primeiro pelo saldo de gols. Na próxima sexta-feira, a seleção brasileira vai enfrentar o Canadá, em Miyagi, pelas quartas de final.



VÔLEI FEMININO

Resultado: Brasil 3 x 2 Republica Dominicana


O placar não mostra a dificuldade encontrada pela equipe brasileira para superar a Republica Dominicana. Foi com sufoco até o fim, mas o Brasil continua invicto após dois jogos no vôlei feminino nas Olimpíadas de Tóquio.



HANDEBOL FEMININO

Resultado: Brasil 27 x 23 Hungria


A seleção feminina do Brasil mostrou que vai dar muito trabalho para as demais equipes e está no caminho certo a caminho de uma medalha olímpica. O Brasil dominou o time Húngaro e garantiu sua primeira vitória nas Olimpíadas.




#ESPORTES #OLPIMPÍADAS