Carregando ...
 
Buscar

Tóquio 2021: Surfe e skate foram os destaques do dia

Dia de competições ainda teve handebol, judô natação e futebol masculino.




NÃO CONSEGUIU ACOMPANHAR TUDO? CONFIRA NOSSO RESUMÃO


SURFE

Italo e Medina se classificam e vão às oitavas de final. Apontados como favoritos os atletas brasileiros só devem se cruzar em uma eventual final brasileira. Todos os quatro representantes brasileiros avançaram com tranquilidade às oitavas de final, e apenas Silvana Lima não venceu sua bateria.



SKATE

Modalidade que faz sua estreia nas competições olímpicas. Teve um brasileiro como primeiro atleta a competir. Felipe Gustavo, foi o primeiro atleta a entrar na pista da modalidade street. Terminou sua bateria em quarto lugar, mas não conseguiu se classificar para a final do sket street dos jogos de Tóquio.


Mas quem conquistou a medalha foi um paulista. Foi a primeira medalha do Brasil nas Olimpíadas. Ela veio na final olímpica do skate, incluído no programa olímpico pela primeira vez na edição de 2021, na madrugada deste domingo, com Kelvin Hoefler. Kelvin conquistou a prata no street masculino ao somar 36,15 na grande final, ficando atrás apenas do japonês Yuto Horigomi, que somou 37,18. O americano Jagger Eaton completou o pódio com uma nota geral de 35,35.



HANDEBOL

A equipe feminina encarou a Russia, uma das potencias europeia e ultima campeã olímpica. A partida terminou empatada em 24 x 24, demonstrando que a equipe brasileira, apesar de estar no grupo onde há só potencias europeias, vai dar muito trabalho, e pode passar para a próxima fase.



JUDÔ

Judô mantem a tradição e conquista sua primeira medalha de bronze com Daniel Cargnin. Que tb venceu a Covid-19. Em seu segundo dia de competição. Daniel Cargnin, venceu sua primeira luta contra o egípcio Mohamed bdelmawgoud.


O judoca de 23 anos da Sogipa venceu o israelense Baruch Shmailov para levar o primeiro bronze do Brasil na competição, na categoria peso-meio-leve (até 66kg). Larissa Pimenta também venceu sua primeira luta contra a polonesa e encarou a bicampeã mundial na sequencia, Uta Abe que eliminou a brasileira nas oitavas de final.



VÔLEI DE PRAIA

Bruno Schmidt e Evandro tiveram dificuldade para passar pela equipe Chilena. A partida foi disputada com sensação térmica acima dos 40ºC. O placar final foi 2 sets a 1.



NATAÇÃO

Felipe Lima não conseguiu chegar à final dos 100m peito. Com 59s80, ele ficou em sexto na primeira bateria, o que garantiu a 12º colocação geral. Apenas os oito primeiros se garantem na disputa por medalhas. Mas nem tudo foi negativo, no revezamento 4x100 metros livre masculino o Brasil passou para a final com o quinto tempo (3:12.59) das eliminatórias e está na briga por medalha. A equipe brasileira composta por Breno Correia, Pedro Spajari, Gabriel Santos e Marcelo Chierighini ficou atrás apenas dos times da Itália, EUA, Austrália e França.


O nadador Fernando Scheffer eclassificou-se para as semifinais dos 200 metros livre com o segundo melhor tempo (1:45.05). Nos 100 metros costas, Guilherme Guido se classificou com o 11º melhor tempo e também disputa uma semifinal, com 53.65.



FUTEBOL MASCULINO

A seleção brasileira olímpica masculina saiu com empate do estádio Yokohama, neste domingo, na segunda partida no torneio masculino das olimpíadas de Tóquio. Sem gols contra a Costa do Marfim, o time brasileiro avança para a próxima fase enfrentando a Arábia Saudita, na próxima quarta-feira, às 5h, em Saitama. Um jogo muito contestado por suas expulsões. O Brasil jogou boa parte do jogo com um jogador a menos. Douglas Luiz foi expulso aos 15 minutos do primeiro tempo, só aos 36 da segunda etapa com a expulsão de Kouassi, as equipes jogaram com o mesmo número de atletas em campo.



GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA

A ginasta Rebeca Andrade está nas finais de solo, salto e individual geral, na ginástica artística feminina dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Flávia Saraiva conseguiu a qualificação para disputar a final da trave, no entanto, ela se machucou em uma apresentação e saiu sem se competir em dois aparelhos.



BOXE

O pugilista Wanderson Oliveira, de 24 anos, venceu o sírio Wessam Salamana, 35, que integra a Equipe Olímpica de Refugiados, por pontos e avançou às oitavas de final na categoria até 67 kg.


A delegação brasileira é composta por sete boxeadores, sendo três cabeças-de-chave: Beatriz Ferreira (60kg), Hebert Conceição (75kg) e Jucielen Romeu (57kg).


Apesar de todos os atletas serem estreantes em Jogos Olímpicos, há boas chances de ganharem medalhas. Os próximos combates são:


  • 26/7 (7h39 do Brasil) – até 57kg feminino – Jucielen Romeu x Karriss Artingstall (Grã-Bretanha) ou Sadie Kenosi (Botsuana)

  • 26/7 (7h39 do Brasil) – até 57kg feminino – Jucielen Romeu x Karriss Artingstall (Grã-Bretanha) ou Sadie Kenosi (Botsuana).

  • 28/7 (2h12 do Brasil) – até 81kg masculino – Keno Marley x Daxiang Chen (China) ou Shabbos Negamtulloev (Tadjiquistão).

  • 29/7 (5h do Brasil) – até 75kg masculino – Hebert Conceição x Eribieke Tuoheta (China) ou Ashish Kumar (Índia).



TÊNIS DE MESA

Gustavo Tsuboi estreou com força total nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. O número 37 do ranking mundial derrotou o romeno Ovidiu Ionescu, por 4 a 1 (11/6, 9/11, 13/11, 11/9 e 11/9), no domingo, 25, no Ginásio Metropolitano de Tóquio. Com isso, está classificado para a rodada 3, assegurando sua melhor campanha em Jogos Olímpicos. Esta é a quarta participação do atleta no evento. O próximo desafio de Tsuboi será o nigeriano Quadri Aruna, 21° do mundo, na noite desta segunda-feira.


Já a brasileira Bruna Takahashi não foi feliz em sua participação no torneio individual feminino. Com o resultado, Bruna se despediu do individual e agora pensa no torneio de equipes, onde disputa, ao lado de Jessica Yamada e Carol Kumahara, a partir do dia 1°, contra Hong Kong, uma vaga nas quartas de final.



REMO

O remador Lucas Verthein avançou às semifinais do single skiff no Sea Forest Waterway. O remador carioca fez o segundo melhor tempo de sua bateria, 7min14s26, vencida pelo alemão Oliver Zeipler. Ele fez a quinta melhor marca das quartas-de-final.


Lucas Verthein igualou o melhor resultado do remo brasileiro nesta prova na história dos Jogos Olímpicos. Classificado entre os 12 semifinalistas, ele repete o feito de Paulo Cesar Dvorakowski em Moscou 1980. O brasileiro volta a remar em busca de uma vaga na final nesta quarta, 28, às 11h18 do Japão (23h18 de terça no Brasil).



CANOAGEM

Ana Sátila está na semifinal do K1 feminino. Com duas boas descidas nas corredeiras da Arena Kasai, a canoísta teve 106.82 segundos como melhor tempo e avançou à próxima fase da competição com a sétima melhor marca. A semifinal e a final acontecem no dia 27, a partir das 2h e das 4h15, respectivamente, sempre no horário de Brasília. Além do K1, Ana Sátila também vai disputar a prova do C1 em Tóquio.



TAEKWONDO

O brasileiro Edival “Netinho” Marques foi derrotado pelo turco Hakan Receber por 25 a 18 em sua luta de estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio neste domingo, dia 25. O lutador de taekwondo da categoria até 68kg ainda poderia ter disputado a repescagem, caso o adversário que o venceu avançasse à final, o que não aconteceu. Assim, o jovem de 23 anos se despediu de sua primeira participação olímpica adulta.


O Brasil ainda tem dois representantes no taekwondo em Tóquio. Ícaro Miguel e Milena Titoneli iniciam suas jornadas olímpicas nesta segunda-feira. Enquanto Ícaro enfrentará o italiano Simone Alessio, Milena desafiará Julyana Al-Sadeq, da Jordânia.


VÔLEI FEMININO

A equipe brasileira não teve dificuldades para vencer o primeiro set contra a Korea. O segundo set as Coreanas acordaram e deram mais trabalho para o time do Brasil que fechou o set em 25 x 22. O Brasil começou perdendo o terceiro set, mas fechou o set em 25 x 19.