Buscar

Seleção feminina goleia China na estreia do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio

A camisa 10 da seleção, Marta, é a primeira jogadora a marcar em cinco edições olímpicas.


Seleção Feminina do Futebol (Phillippe Huguen / AFP)



A seleção feminina de futebol iniciou com goleada a caminhada em busca do ouro olímpico dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Na estreia, o time comandado pela técnica sueca Pia Sundhage aplicou goleada por 5 a 0 sobre a China, nesta quarta-feira, às 5 da manhã horário de Brasilia (17 hs em Toquio), no estádio de Miyagi, em Fukushina.


O primeiro gol foi de Marta, eleita seis vezes a melhor jogadora do mundo. Após recuperar a posse de bola no ataque, Bia Zaneratto cruzou na área, Debinha chutou na trave, Bia apareceu de novo tentando o rebote, e a bola sobrou para Marta abrir o placar.


Mantendo o controle da partida, e um ataque envolvente o Brasil não demorou muito para ampliar o marcador. Novamente tudo começou com Bia Zaneratto, que arriscou um chute da entrada da área, a goleira adversária espalmou, e Debinha aproveitou o rebote para fazer o segundo do Brasil. Barbara, a goleira brasileira, salvou o Brasil após a finalização de Miao, nos instantes finais do primeiro tempo que terminou com o placar de 2 x 0. E confirmou a boa fase no segundo tempo quando por pelo menos duas vezes impediu que a equipe chinesa fizesse seu gol.


Segundo tempo

Mais equilibrado as chinesas voltaram dispostas a empatar a partida, dando muito trabalho a goleira brasileira, o que abriu o caminho para a equipe brasileira que manteve a tranquilidade a ampliou o placar com Marta, Andressa Alves e Bia Zaneratto.


Em Campo

BRASIL: Bárbara, Bruna Benites, Érika, Rafaelle, Tamires; Formiga (Júlia Bianchi), Andressinha, Duda (Andressa Alves), Marta (Ludmila); Debinha e Bia Zaneratto.



Próximo jogo

O segundo jogo da equipe brasileira é no sábado, 24, às 20h do Japão (8h no Brasil), contra a Holanda, com quem deve disputar o primeiro lugar do grupo. A Holanda que goleou a Zambia em seu jogo de estreia por 10x0. Esse placar entrou para a história como a maior goleada dos jogos olímpicos. Anteriormente o maior placar era Alemanha 6 x 0 China, em 2016.


O time encerra a fase de grupos em Saitama, na terça-feira, 27, às 20h do Japão (8h no Brasil), contra a Zambia.


A primeira rodada do torneio olímpico já teve uma grande surpresa:

pelo Grupo G, a Suécia venceu a favorita seleção dos Estados Unidos por 3 a 0;

no Grupo F, a Grã-Bretanha estreou derrotando o Chile por 2 a 0.


Trajetória

O torneio de futebol feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 reúne 12 seleções divididas em três grupos com quatro equipes cada um. Após a fase de grupos, os dois melhores de cada chave e os dois melhores terceiros colocados se classificam para as quartas de final, de onde o torneio segue em formato mata-mata até a decisão.


O futebol feminino foi incluído no programa olímpico apenas em Atlanta 1996. O Brasil esteve presente em todas as edições desde então, ao lado de Suécia e Estados Unidos. A equipe verde-amarela só não entrou na disputa por medalhas em Londres 2020, quando caiu nas quartas de final. As brasileiras subiram ao pódio duas vezes para receber a medalha de prata, em Atenas-2004 e Pequim-2008.


O placar de hoje repete a melhor estreia brasileira em Olimpíadas, a goleada sobre Camarões em Londres-2012, e mantém a escrita da seleção feminina, que venceu todas as partidas iniciais em suas sete participações nos Jogos.


Resultados de hoje:


Grã-Bretanha 2 x 0 Chile

Japão 1 x 1 Canadá

China 0 x 5 Brasil

Zambia 3 x 10 Holanda

Suecia 3 x 0 EUA

Australia 2 x 1 Nova Zelandia




#esportes #olimpíadas