Carregando ...
 
Buscar

Estudantes e profissionais de RH conhecem e se encantam com o conceito de segurança psicológica

Tema ganhou destaque em um dos eventos mais importantes de Recursos Humanos no Brasil



Em tempos onde uma empresa advertiu uma funcionária por usar o banheiro fora do horário de folga (mesmo em home-office), onde algumas empresas têm mecanismos para saber onde seu colaborador clicou ao conectar a internet, ou mesmo de cobranças excessivas e o crescimento do número de assédio moral no ambiente de trabalho, o tema segurança psicológica acabou ganhando destaque em um dos eventos mais importantes de Recursos Humanos no Brasil.


Dados do Tribunal Superior do Trabalho (TST) apontam que, somente em 2021, foram ajuizados, na Justiça do Trabalho, mais de 52 mil casos relacionados a assédio moral e mais de três mil relativos a assédio sexual em todo o país, provando que tais violências são numerosas no mundo do trabalho. O assédio moral no trabalho é um tipo de violência psicológica que se configura por meio de conduta abusiva, quando trabalhadores são expostos a situações constrangedoras e humilhantes, interferindo na liberdade, na dignidade e nos seus direitos de personalidade.


Para o profissional em RH, Guilherme Milanez, o tema segurança psicológica era desconhecido, mas que acabou ganhando destaque ao conhecer o Instituto Internacional de Segurança do Trabalho.


Imagem: Divulgação


“Confesso que não conhecia o termo, vejo que as empresas estão começando a se preocupar com a saúde mental de seus colaboradores e conhecer o IISP, saber como eles buscaram conhecimento para trazer isso para nossa realidade é algo muito positivo, principalmente na questão da produtividade e ganho das empresas, afinal um colaborador feliz trabalha muito mais e melhor que alguém que não está bem”, comentou.


Para a analista em RH e estudante de psicologia, Bruna de Souza, a segurança psicológica também era uma novidade, mesmo trabalhando na área e vivendo no meio acadêmico, o assunto ainda era desconhecido.


“Mesmo estudando e trabalhando na área, ainda não conhecia o conceito de segurança psicológica, e acredito que é muito importante para as empresas terem esse conhecimento, pois a área de RH tem tempo para olhar sobre essa perspectiva de uma forma tão humana e direcionada como é a segurança psicológica, é muito importante para uma empresa ter esse olhar, saber como está seu colaborador, como está o ambiente de trabalho, pois um trabalhador que não se sente bem, não se sente inserido, ele vai render bem menos, e isso não é bom para ele e nem para empresa. Conhecer o IISP foi muito importante para mim e quero levar esse conceito, esse conhecimento para o meu trabalho”, destacou a estudante.


Mas afinal, o que é Segurança Psicológica?


A definição de Segurança Psicológica foi cunhada pela Dra. Amy Edmonson, professora da Escola de Negócios de Harvard, especialista em cultura de grupos e acadêmica de liderança, formação de equipes e aprendizado organizacional.


Segundo a pesquisadora, Segurança Psicológica é a crença compartilhada pelos membros de um time de que o time é, em si, um ambiente seguro para se tomar riscos interpessoais.


Em termos práticos, se você se sente seguro em um time, fica mais à vontade para fazer questionamentos, propor inovações, dar feedbacks e tomar atitudes assertivas, sem temer reações negativas de líderes e colaboradores.


Uma das fundadoras do IISP, a psicóloga Veruska Galvão destacou que levar o conhecimento sobre segurança psicológica é antes de tudo a realização de um propósito, e conversar com profissionais e estudantes de RH, psicologia e outras áreas acaba sendo um feedback muito importante para o Instituto.


“Tudo isso, ter essas conversas, levantar números, está sendo um retorno muito bom para gente, apesar de eu e a Patrícia termos muito tempo de mercado, o IISP está sem eu primeiro ano de existência, estamos enxergando uma demanda de mercado muito grande, é visível que as empresas necessitam desse modelo de trabalho que é segurança psicológica, as pessoas ficam com os olhos brilhando quando explicamos sobre o assunto”, comentou Veruska.

Para que o tema chegue ao maior número de profissionais e organizações, o Instituto realiza a 1ª Certificação Internacional de Facilitadores em Segurança Psicológica de Times, projeto pioneiro no país, desenvolvido para ajudar líderes, coaches e consultores a facilitar a Segurança Psicológica em ambientes corporativos. Em apenas um ano o Instituto Internacional de Segurança Psicológica já formou mais de cem facilitadores.